Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quinta-feira, 28 de março de 2013

Viagem gastronômica: pratos típicos da Ásia para indicar aos turistas


Festival de sashimi e frutos do mar, um dos pratos orientais mais famosos em todo o mundo

A série Viagem Gastronômica, do Blog 1A, aborda as peculiaridades da culinária e os pratos típicos de alguns dos principais países ao redor do mundo. O objetivo é informar os agentes de viagens sobre a cultura e os costumes da mesa local, para auxiliarem no processo de decisão dos turistas.
Nos últimos posts, foi apresentada a gastronomia da América do Sul e da Europa. O foco desta matéria é a gastronomia asiática, com um viés que vai além dos conhecidos sushis e sashimis do Japão ou o yakissoba da China. Confira a seguir!
China: pato laqueado e maotai
A culinária chinesa é uma das mais exóticas do mundo, devido à variedade de carnes e ingredientes incomuns para os ocidentais – como sopa de barbatana de tubarão, ninho de andorinhas, sangue de cobra, entre outros.
Estes hábitos alimentares peculiares são herança dos períodos de fome que assolaram o gigante oriental no passado e fizeram com que os chineses aproveitassem ao máximo tudo aquilo que poderia ser nutritivo. Obviamente não são apenas pratos exóticos que compõe o menu da China, vide receitas famosas e largamente difundidas no ocidente como o yakissoba, o rolinho primavera, o frango xadrez e mais.
Outro aspecto bastante presente na cozinha chinesa é o contraste entre o yin (doce, quente, macio, etc.)  e yan (salgado, frio, crocante, etc.), também presente também na medicina chinesa. Este conceito, aplicado à culinária, busca a complementaridade dos opostos dos alimentos, sabores e aromas.
Um dos pratos mais tradicionais e apreciados pelos chineses é o pato laqueado, receita em que o animal é fervido e assado em forno especial, e posteriormente servido em tiras finas com uma massa fina semelhante à panqueca e molho agridoce, geralmente feito de mel e vinagre.
A bebida típica da China é o maotai, que leva o nome da região onde é produzida. O maotai é uma bebida transparente, proveniente da fermentação do sorgo e do trigo e com teor alcoólico em torno de 55%. O maotai é geralmente apreciado em “shots”, servido em um minúsculo copo e ingerido de uma única vez por diversas vezes em ocasiões sociais.
Coréia: kimchi e makgeolli
A culinária da Coréia tem entre seus principais ingredientes o arroz, que é cultivado na região há aproximadamente 3.500 anos. Após o século XVI, a pimenta foi introduzida na cozinha coreana e se tornou uma das principais especiarias gastronômicas locais. E não dá para falar de cozinha coreana e sabores picantes sem falar do kimchi.
O kimchi é o prato típico e mais famoso da Coréia do Sul e do Norte. Com sabor ácido e picante, está presente em praticamente todas as refeições dos coreanos – muitas vezes até no café da manhã. Na verdade o kimchi não é necessariamente um prato, mas um método de preparo baseado na fermentação de um vegetal (geralmente a acelga) com a adição de temperos como o alho, gengibre, pimenta e rabanete a partir de uma salmoura. Há mais de 100 variações de kimchi e muitas delas utilizam legumes, folhas, peixes e frutas.
A bebida alcoólica nacional da Coréia é o makgeolli, também conhecido como Korean Rice Wine, ou vinho de arroz coreano. Com coloração branca ou às vezes amarelada, é doce e com consistência leitosa. Ela pode ser consumida no dia a dia ou em situações especiais como o Jesa, é um ritual em memória aos mortos. O makgeolli geralmente é apresentado em uma grande tigela de cerâmica ou madeira e depois servido em taças individuais com a ajuda de uma concha. Antes de consumir, é necessário agitar para evitar que os sedimentos da bebida se depositem no fundo do recipiente.

Índia: thali e masala chai

A culinária indiana é uma das mais sofisticadas do mundo, por conta da grande diversidade de ervas e especiarias. Apesar de existirem vários pratos com frango, peixe, cordeiro e outros tipos de carne, grande parte da cozinha da Índia é lactovegetariana e baseada em frutos, cereais e legumes. As carnes foram introduzidas na cozinha indiana pelos muçulmanos e estrangeiros, uma vez que os praticantes da religião hindu não consomem nenhum tipo de carne.
Um dos pratos típicos mais famosos da Índia é o thali ou tali, que significa “prato feito” na língua hindi. Ele consiste em uma porção de arroz aromático basmati, dhal (espécie de lentilha), subji (refogado de legumes), chutney, chapati (pão semelhante ao sírio), nan (pães macios) e papati (pão fino e crocante). Ao final da refeição geralmente é servido o masala chai, que é a bebida típica local.
O masala chai, também conhecido apenas como chai, é um chá com uma mistura de especiarias e ervas aromáticas indianas. Chai em português quer dizer simplesmente “chá”. O método mais comum de preparo do chai indiano é ferver uma mistura de leite e água com folhas e especiarias não moídas, que posteriormente são coados para serem servidos. Como o chai é muito difundido no país, existem diversas variações nos ingredientes e formas de preparo da bebida dependendo da região e cultura de cada família. Mas o chá preto consta como uma das bases mais utilizadas para a preparação do masala chai na Índia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário