Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

domingo, 18 de maio de 2014

Templo budista no Japão oferece iluminação através de exposição de mangá

O mangá, uma das artes mais populares do Japão, está sendo usado para expressar aspectos do budismo no Templo Zojoji, localizado no parque Shiba-Koen, no bairro de Minato, em Tóquio.

Templo Zojoji apresenta exposição de mangá "Hotoke no sekai (Foto: Distribuição/Louis Templado)
Os visitantes no Templo Zojoji admirando as obras de artistas de mangá na exposição dedicada ao budismo (Foto: Distribuição/Louis Templado)

A exposição “Hotoke no sekai” (Exposição de Ilustração de Buda por Artistas de Mangá), que decorre até o dia 13 de maio, apresenta obras de cerca de 50 artistas de mangá, do passado ​​e do presente, incluindo trabalhos dos consagrados Osamu Tezuka, Fujio Akatsuka e Takao Saito, detalhou o jornal The Asahi Shimbun.
“O Mangá tornou-se a principal arte representante do Japão, por isso convidamos artistas de todo o país para contribuir com essa exposição”, diz Keiichi Wada, um dos organizadores da mostra. “Pedimos a eles para que usassem seus próprios estilos ao representar o sagrado Buda”, acrescentou.
Um grande exemplo disso é uma ilustração de Koji Miyajima que interpreta o “Juni shinsho”, ou “Doze Generais Celestiais” (protetores do Buda da Cura) como figuras bonitas que poderiam facilmente ser personagens de livros infantis. No trabalho de Hiroshi Motomiya, no entanto, eles são representados por figuras escurecidas e usando armaduras, mas protegendo o reluzente “Buda de Ouro”.

Templo Zojoji apresenta exposição de mangá "Hotoke no sekai (Foto: Distribuição/Louis Templado)
Uma imagem do jovem Buda Gautama Buda, visto à direita, ilustrada por Osamu Tuzuka (Foto: Distribuição/Louis Templado)

Muitas das ilustrações dão um toque cômico ao tema. O Bakabon Papa, um dos personagens mais conhecido do Akatsuka, é retratado com as mãos cheias de lanches e material de limpeza.
A exposição no templo Zojoji é a continuação de uma já realizada entre março e abril no Templo Toji, em Kyoto. O evento é em memória ao Choju-jinbutsu-giga (pergaminhos de animais e humanos brincando). Esses pergaminhos datam do século XII ou XII e foram mantidos por muito tempo no Templo Kozanji, em Kyoto.
Alguns consideram o famoso Choju-jinbutsu-giga, que é um conjunto de quatro rolos com imagens, o precursor do mangá moderno.
Os organizadores têm planos de levar a exposição para vários templos em todo o país, de acordo com a publicação do Asahi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário