Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

terça-feira, 6 de maio de 2014

Melhores filmes de 2014... Até agora

Saiba quais foram os longas que mais se destacaram em janeiro e fevereiro nos cinemas

 O Espetacular Homem-Aranha 2, de Marc Webb

O Espetacular Homem-Aranha 2, de Marc Webb
Créditos: Divulgação

Os primeiros meses de 2014 foram marcado por lançamentos originais e – não por acaso – pela chegada no Brasil de grande parte dos destaques do Oscar. Com a Copa do Mundo se aproximando, podemos esperar as estreias mais “bombásticas” antecipadas para maio, com algumas concentradas no final de julho.
Até agora, tivemos uma seleção bem variada de bons filmes, com destaques na animação, no cinema de arte e até na ficção científica, sem contar os tradicionais dramas que sempre oferecem novas abordagens às questões do dia-a-dia.
Confira os filmes mais marcantes que estrearam em 2014... Até agora:

Frozen - Uma Aventura Congelante (Chris Buck e Jennifer Lee)


A animação vencedora do Oscar trouxe mudanças radicais em relação aos filmes clássicos da Disney, ao mesmo tempo em que se reaproximou deles. Em “Frozen”, as protagonistas são duas princesas, irmãs, e o objetivo de uma é salvar a outra – como um herói que salva a donzela, mas sem o pressuposto do romance. Além de revolucionário, o filme é engraçado e empolgante, para todas as idades e gêneros. Leia a crítica.
 

Ninfomaníaca - Partes 1 e 2 (Lars von Trier)


É impossível pensar em “Ninfomaníaca” sem levar em conta as duas partes – divididas apenas para facilitar a distribuição. O filme do polêmico Lars Von Trier é narrado por Joe (Charlotte Gainsbourg), uma mulher viciada em sexo desde a infância. Apesar de explícito, o longa escapa dos rótulos de “erótico” ou “pornográfico” ao associar um discurso reflexivo e inusitado sobre cada experiência de Joe. A jornada se desenvolve numa espécie de thriller, onde todos os desfechos possíveis são trágicos. Leia a crítica da Parte 1. Leia a crítica da Parte 2.

Uma Aventura Lego (Phil Lord e Christopher Miller)


O universo dos brinquedos de construção chegou aos cinemas com um visual estonteante que mistura stop-motion e computação gráfica. Com uma trama que parece simples, o filme animado oferece diversão garantida e uma reflexão inesperada sobre o ato de brincar. Por isso, “Uma Aventura Lego” está entre os melhores filmes do ano. Leia a crítica.

Ela (Spike Jonze)


Um homem se apaixona por um sistema de computador, que tem nome, voz e personalidade. O que isso nos diz sobre nossa própria natureza? Como definir o amor, a amizade, o humano e a máquina quando tudo começa a se misturar? Com um visual anti-futurista e bastante natural, Spike Jonze traz estas questões à nossa realidade e nos faz pensar. Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original. Leia a crítica.

12 Anos de Escravidão (Steve McQueen)


O vencedor do Oscar de Melhor Filme, é claro, não poderia ficar fora desta lista. Baseado no livro de Solomon Northup, escrito no final do século XIX, o filme conta de forma cruel e dolorosa a vida de um negro livre e educado, que foi sequestrado e feito escravo em fazendas no sul dos EUA. Leia a crítica.

Clube de Compras Dallas (Jean-Marc Vallée)


Este é um filme pesado, que exige algum fôlego antes de assistido. A crueza da aparência dos personagens enfermos dói na memória de quem viveu os anos 80 e o medo da AIDS, mas também se vê uma história de luta e de direitos. O ingresso é totalmente compensado quando se vê as interpretações supremas de Matthew McConaughey e Jared Leto – ambos vencedores do Oscar. Leia a crítica.

Hoje eu quero voltar sozinho (Daniel Ribeiro)


Versão atualizada e estendida do curta-metragem “Eu não quero voltar sozinho”, de 2010, “Hoje eu Quero...” conta a história de Leo (Guilherme Lobo, excepcional), um adolescente cego que começa a questionar a superproteção dos pais ao mesmo tempo em que descobre uma paixão inesperada pelo novo aluno da escola. Delicado, o filme evita estereótipos e trata os dilemas com naturalidade, preferindo discutir a dificuldade que todos enfrentamos para crescer. Leia a crítica.

O espetacular Homem-Aranha 2: a ameaça de Electro (Estreia: 1º de maio)

No segundo filme da franquia, Peter Parker investiga o passado de seu pai, enquanto tenta se manter afastado de Gwen Stacy. Enquanto isso, um eletricista comum sofre um acidente na Oscorp e o filho do dono, Harry Osborn, começa a descobrir alguns segredos da empresa e se tornar obcecado pelo Homem-Aranha. Saiba o que esperar do filme.

Nenhum comentário:

Postar um comentário