Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Japão amplia medidas preventivas contra virús da gripe aviária H7N9,

O governo japonês ordenou hoje o reforço das medidas preventivas face ao receio de possível propagação ao país da nova estirpe da gripe aviária H7N9 que já provocou 27 mortes na China entre os cerca de 130 infetados.

As novas medidas, refere o governo nipónico, permitirão às autoridades locais conceder baixa e internar preventivamente pessoas que tenham sintomas da doença.
O Japão aprovou as novas medidas devido À rápida propagação do vírus na China num momento em que muitos turistas japoneses regressam a casa depois da semana de férias da primavera no Japão, também conhecida como "semana dourada" e que hoje termina.
Com a revelação da gripe H7N9 na China, o Japão iniciou questionários nos seus aeroportos para as pessoas oriundas da China numa tentativa de identificar sintomas da gripe das aves.
A Organização Mundial de Saúde, que enviou peritos à China para estudar a doença, alertou para a necessidade de tomar medidas contra a H7N9 que considera um dos vírus gripais mais letais, apesar de não ser conhecida qualquer transmissão do vírus entre humanos.
Perante o temor de uma possível propagação da gripe aviária H7N9 no país, o governo japonês anunciou nesta segunda-feira que ampliará as medidas preventivas contra o vírus que já causou 27 mortes na vizinha China.

Segundo o Ministério de Saúde do Japão, as medidas permitirão às autoridades locais autorizar baixas no trabalho e internações de maneira preventiva a pacientes que apresentarem os sintomas de contágio.

O governo japonês decidiu aprovar estas medidas hoje por conta da rápida propagação do vírus na China e por causa da chamada "Golden Week", a semana de férias de primavera em que muitos turistas japoneses retornam ao país após suas viagens.

As novas medidas anunciadas acompanham a nova designação do vírus H7N9, que passou a ser considerado uma "doença infecciosa" perante a legislação, o que implica a obrigatoriedade de observar sua evolução, detalhou a emissora japonesa "NHK".

Além disso, o Instituto de Doenças Infecciosas do Japão não descarta a possibilidade de uma pandemia, ao advertir que se trata de um vírus de rápida adaptabilidade aos humanos.

As medidas aprovadas hoje também permitem os funcionários dos aeroportos a obrigar os viajantes a passarem por uma inspeção médica de maneira imediata. Além disso, com as novas normas, as autoridades locais poderão forçar os pacientes a serem hospitalizados no caso de rejeitarem o tratamento.

De acordo com as leis japonesas, o governo pode adotar medidas de emergência de maneira excepcional ao considerar a ameaça de uma doença infecciosa na saúde da população.

Perante o surto do H7N9 na China, os aeroportos japoneses já fornecem um questionário aos passageiros procedentes do país vizinho para determinar se algum deles apresenta os sintomas da gripe aviária.

A Organização Mundial da Saúde, que enviou especialistas à China para estudar a doença, alertou a necessidade de tomar medidas contra o H7N9, que considera um dos vírus gripais mais letais. Apesar das medidas adotadas, até o momento não há registro de contagio entre humanos, só em pessoas que tiveram contato com aves.

Nenhum comentário:

Postar um comentário