Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

G-SUITE:Veja mais detalhes aqui!!!!!

G Suite




Olá.

Agradecemos a análise do G Suite.

Aqui estão três motivos para testar esse recurso:

  1. Você pode receber e-mails personalizados e muito mais com o Gmail for business.
  2. Ele ajuda os funcionários a cumprirem suas tarefas e colaborarem de forma mais rápida e eficiente.
  3. Milhões de pequenas e grandes empresas já mudaram para o G Suite.

Conheça aqui o G Suite!!!!

O que é o G Suite?

O G Suite é um pacote de produtividade baseado na nuvem que ajuda as equipes a se comunicar, colaborar e realizar tarefas em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Ele é fácil de configurar, usar e gerenciar. Assim, sua empresa pode se concentrar no que realmente importa.

Milhões de empresas em todo o mundo contam com o G Suite para aproveitar recursos como e-mail profissional, armazenamento de arquivos, reuniões por vídeo, agendas on-line, edição de documentos e muito mais.

Assista ao vídeo ou saiba mais aqui.

Veja alguns destaques:

E-mail empresarial para seu domínio

Parecer profissional conta muito e isso significa se comunicar como você@suaempresa.com. Os recursos simples e eficazes do Gmail ajudam você a desenvolver sua marca e realizar ainda mais tarefas.

Acesse em qualquer local ou dispositivo

Verifique seu e-mail, compartilhe arquivos, edite documentos, realize reuniões por vídeo e muito mais, estando no trabalho, em casa ou viajando. Você continua o trabalho de onde parou em um computador, tablet ou smartphone.

Ferramentas de gerenciamento de nível empresarial

As configurações de administrador robustas oferecem controle total sobre usuários, dispositivos, segurança e muito mais. Seus dados estão sempre com você e eles permanecem com você caso queira mudar de solução.

Inicie uma avaliação gratuita

Procurando Diversão??????????

               Procurando Diversão?????????



Então encontrou o melhor local,
e a rede social mais badalada do momento!!!!

Não acredita?????
Então confira você mesmo(a)!!!!!!

Acesse agora mesmo!!!!!!

>>>>> http://www.sccliberal.com.br/Convite.aspx?cvt=496157

Boa diversão e com certeza vão gostar demais!!!!


sábado, 26 de dezembro de 2015

Confira seis tendências que marcaram a indústria de games em 20151!!!!



O ano de 2015 não reservou grandes novidades para a indústria de jogos, se considerarmos apenas que nenhum console novo ou tecnologia revolucionária foram lançados. Em contrapartida, o período marcou o final da transição da sétima para a oitava geração de consoles, com os consoles mais atuais ocupando um espaço maior e, consequentemente, recebendo mais games.
Firmados como uma plataforma para jogos, os PCs passaram a preparar o terreno para tomar de assalto a sala de estar, território dominado pelos consoles. Outras tendências vistas durante o ano foram a ascensão dos eSports e as crescentes discussões sobre igualdade de gênero e o consequente retrato das mulheres nos jogos. Veja abaixo o que bombou no mundo dos games em 2015.

As seis principais tendências dos games em 2015

Divulgação
Divulgação
O ano de 2015 teve uma boa quantidade de lançamentos. Note aqui que a palavra utilizada é "lançamentos", o que não significa que eles foram, necessariamente, jogos novos. A nostalgia bateu forte na indústria de games neste ano e gerou uma sensação mista: enquanto é sempre bom ver aquele jogo clássico ser refeito com tecnologias atuais, outros games refeitos acabam por deixar aquele cheirinho de "caça-níqueis" no ar.

Um exemplo do lado positivo da onda de remasterizações, remakes, versões HD e afins foi o anúncio de que o clássico "Final Fantasy VII" seria totalmente refeito, um clamor de longa data dos fãs. O mesmo aconteceu com alguns adventures da LucasArts, como "Full Throttle", ou com a versão remasterizada do primeiro "Resident Evil". Não foi o caso, por exemplo, de "God of War III Remastered", versão com gráficos aprimorados do game lançado para PlayStation 3 e que, pela proximidade do seu lançamento original em 2010 e seu visual ainda longe de estar defasado, se tornou um título totalmente dispensável para a biblioteca do PlayStation 4
Divulgação
Divulgação
O que você prefere: jogar ou assistir alguém jogando? Pois a segunda alternativa têm ganhado cada vez mais força e 2015 foi o ano que isso se tornou mais evidente. Ferramentas de streaming como Twitch e Azubu, além do YouTube, mostraram que ver alguém jogar pode ser tão divertido quanto pegar o controle e se aventurar em um game.

Para se ter uma ideia, durante o torneio de jogos de luta Evo 2015, o Twitch mais do que dobrou a audiência em relação a 2014, com quase 4 milhões de telespectadores únicos. Quem também mostrou força foram os youtubers, que foram alçados ao status de estrelas, como foi possível ver, por exemplo, durante o Brasil Game Show.
Reinaldo Canato/UOL
Reinaldo Canato/UOL
Prêmios milionários, equipes profissionais e audiência em alta: os torneios de eSports também ganharam mais relevância em 2015. Para se ter uma ideia, a final do Campeonato Brasileiro de League of Legends foi realizada no Allianz Parque, o estádio do Palmeiras, em São Paulo e reuniu mais de 12 mil pessoas. O campeonato, por sua vez, foi visto por mais de cinco milhões de pessoas.

A crescente profissionalização da modalidade esportiva também cobra um preço dos atletas. Ritmo exaustivo de treino, distância da família e acompanhamento de profissionais como psicólogos e treinadores fazem parte da rotina dos atletas.
Divulgação
Divulgação
De produto de nicho a entretenimento massificado (com uma grande contribuição, nesse ponto, por parte do Nintendo Wii, de 2006), o perfil do consumidor de videogames vem ficando mais amplo a cada ano. E, consequentemente, isso gera a necessidade de realizar mudanças para agradar ao público.

Um dos principais exemplos diz respeito à crescente - e muito bem-vinda - quantidade de mulheres entre os jogadores. Antes vistos como uma "brincadeira de menino", os games aos poucos passam a retratar mulheres e homens de forma semelhante e com a mesma relevância, deixando de lado abordagens sexistas e personagens altamente sexualizadas.

Há, contudo, um grande caminho a percorrer, especialmente dentro das comunidades de jogatina online, onde, infelizmente, as jogadoras ainda sofrem preconceito. Com a igualdade de gênero sendo um tema cada vez mais debatido na sociedade, resta torcer para que esse panorama mude cada vez mais para melhor.
Divulgação
Divulgação
Jogos mais baratos, facilidade proporcionada por plataformas como o Steam e a possibilidade de jogar games com qualidade visual e técnica superior à vista nos consoles. Há diversos argumentos favoráveis à utilização dos PCs para jogos, ainda que alguns games exclusivos ainda fiquem restrito aos consoles.

O maior obstáculo é, justamente, aliar essa robustez à praticidade dos consoles, que ainda ocupam o posto de donos da sala de estar. Ou era, já que em 2015 a Valve deu um grande passo ao criar três produtos: as Steam Machines, computadores gamers com potência personalizável e compactos como um console; o Steam Controller, criado de forma a dispensar o uso de teclado e mouse nos games para PC; e o Steam Link, que permite fazer streaming de games do PC para a tela da TV utilizando a rede wi-fi da residência. Será que a moda pega?
Divulgação
Divulgação
A indústria nacional de games também prosperou em 2015 e obteve um crescimento muito considerável. A época de produzir pequenos jogos para celulares passou e diversos games feitos no Brasil ganharam as principais plataformas. O salto em qualidade e relevância foi notável.

Títulos como "Horizon Chase", "Chroma Squad" e "Aritana e a Pena da Harpia" foram anunciados para consoles e seguiram a tendência vista no restante do mundo em relação aos jogos indie, que trazem conteúdo e apuro técnico dignos de produções mais caras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário