Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quarta-feira, 30 de abril de 2014

O Restaurante Daitan ousa mais uma vez ao levar unidades para perto da natureza


Numa estratégia de reposicionamento de marca, o Daitan Galleria será inaugurado no Galleria Shopping, em Campinas, na próxima terça-feira, dia 29 de abril. Já o Daitan Baronesa, que funciona no Condomínio Residencial Quinta da Baronesa, em Bragança Paulista, assume a nova identidade a partir de maio

Criado em 2003 para ser referência da tradicional culinária japonesa, o restaurante Daitan reposiciona e fortalece a sua marca com dois novos endereços: O Daitan Galleria, que será inaugurado na próxima terça-feira, dia 29 de abril, no Galleria Shopping, em Campinas, e o Daitan Baronesa, no Condomínio Residencial Quinta da Baronesa, em Bragança Paulista. Por questões estratégicas, o restaurante funcionou experimentalmente por dois anos com o nome fantasia Noh no mall do elegante condomínio de Bragança Paulista, e, agora, assume a verdadeira identidade a partir de maio.
 A proposta dos proprietários Kendi e Vanessa Matuzita é aliar a saudável culinária japonesa à qualidade de vida e ao bem estar. Por isso, era preciso levar o restaurante para próximo à natureza, mesmo em grandes centros urbanos. “O Galleria Shopping serviu como uma luva ao nosso novo projeto porque se caracteriza como um Open Mall (shopping aberto), cujo projeto arquitetônico se destaca pelo grande vão central que permite o tratamento paisagístico diferenciado em um imenso jardim interno de mais de 7 mil m² e composto por plantas tropicais, cascatas e pedras decorativas. Já  o Quinta da Baronesa tem como proposta as amplas paisagens e a preservação de matas, lagos, nascentes e pastagens na concepção do condomínio”, explica Kendi.

 No mall do condomínio de Bragança Paulista, Kendi e Vanessa mantêm a pizzaria La Farfalla, uma Temakeria e uma Hamburgueria, além do restaurante japonês. Eles optaram pelo nome fantasia Noh, mantido por dois anos, para testar a aceitação dos seus moradores e frequentadores quanto a tradicional culinária japonesa, antes de identificá-lo como Daitan.
“Nos últimos 10 anos foram abertos muitos restaurantes japoneses. Mas o Daitan é um dos poucos que não abre mão da tradição desta cultura e culinária milenares. Felizmente, observamos que o público pode até conferir as novidades, mas quando se trata da gastronomia japonesa, prefere a tradicional”, explica. “Somos muito perfeccionistas com as questões referentes à qualidade. Um exemplo, é que dos nossos 22 funcionários, a grande maioria está conosco desde que abrimos o primeiro Daitan, em 2003, no Cambui”, acrescenta Vanessa Matuzita.

 Resgate arquitetônico
 Num espaço de 250 m², a arquiteta Luciana Tavares e o paisagista e designer Daniel Cruz conseguiram realizar uma releitura contemporânea do antigo Daitan da Rua Maria Monteiro, no Cambuí, verdadeiro cult na década passada, para as novas instalações do Galleria Shopping.
 Apesar da manutenção de alguns elementos primários aparentes no novo local, como a escada de metal e as vigas e pilares de sustentação, os antigos clientes identificarão o tradicional Daitan nos panos de vidro, que são os grandes janelões fixos que permitem acompanhar a movimentação externa, nos tijolos à vista da fachada, no antigo breaklight e na carpa estilizada, espécie de logomarca que estrategicamente ornamenta uma das paredes internas.
 Como o espaço é mais compacto, com capacidade para 130 pessoas sentadas, ele foi divido em três níveis - o salão principal, o tablado e o mezanino – embora, em todos, a prioridade tenha sido a garantia do aconchego que sempre caracterizou os ambientes do antigo Daitan. A lareira ganhou espaço no mezanino, um lugar mais intimista para casais, mas que poderá ser reorganizado rapidamente para confraternizações que acomodem entre 30 e 40 pessoas.
 Ousadia
 Traduzida do japonês, a palavra Daitan é sinônimo de ousado, e ousadia não falta na concepção e na estrutura idealizadas pelo casal Kendi e Vanessa Matuzita para os ambientes que aliam conforto, praticidade, bom gosto e aconchego a uma alimentação muito saudável e nutritiva.
 Para os japoneses, a comida deve alimentar não somente o corpo, mas, também, alma. Assim, um dos diferenciais oferecidos pelo Daitan são os pratos elaborados com toda a delicadeza e combinados para que agucem todos os sentidos: o olhar, o tato, a audição, o olfato e o paladar.
 Os sushis e sashimis são cuidadosamente preparados com peixes e legumes sempre frescos. Por isso, a alimentação é leve e ideal tanto para o almoço do dia-a-dia, como para reuniões entre familiares e amigos e, até, para românticos encontros.
 O restaurante resgata o verdadeiro sabor oriental, mesmo que, por vezes, ouse incrementá-lo com ingredientes contemporâneos, como o acréscimo de cream cheese em sushis, na mistura de frutas tropicais ao milésimo saquê e na harmonização de espumantes franceses com sashimis.
 Novidades
 Além de preparar os pratos obedecendo com rigor os minuciosos preceitos da legítima cozinha japonesa, o Daitan oferecerá aos clientes uma vasta e seleta carta de vinhos que se harmonizam plenamente com os sabores dos alimentos que compõem a rica culinária oriental.
 Para conseguir satisfazer o paladar do exigente público, o Daitan se valerá do know-how da Tokay Vinhos, tradicional distribuidora de Campinas, que elaborou uma carta com mais de 40 rótulos distintos para o restaurante.
 “A comida japonesa é muito variada, com diferentes sabores que vão desde os muito delicados, como o do sashimi, até os mais fortes, como o do sukiyaki”, diz José Lúcio Natali, proprietário da Tokay. “Analisamos cuidadosamente as receitas para sugerir os variados vinhos que poderão acompanhar perfeitamente cada um desses deliciosos sabores. Que tal harmonizar um sukiyaki com um vinho da África do Sul, o Pinotage 2010, feito com uma uva tradicional do país produzida a partir da junção das tradicionais Pinot Noir e Hermitage?”, sugere.
 A carta do Daitan, contará com vinhos provenientes de sete países do Novo e Velho Mundo (das Américas e da Europa), e inclui desde os brancos muito leves, feitos com uvas Sauvignon Blanc, até os tintos encorpados, como o Cabernet Sauvignon, passando pelos espumantes que harmonizam com peixes e entradas leves. “A acidez dos espumantes os torna presença obrigatória na culinária japonesa”, ensina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário