Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

sábado, 6 de abril de 2013

Está a sair água radioactiva de um dos tanques de Fukushima

Cerca de 120 toneladas de água contaminaram os solos circundantes, reconhece a Tokyo Electric Power Co.
Desde o terramoto de 2011 que a central de Fukushima tem tido vários problemas AFP
A empresa de energia que explora a central nuclear de Fukushima, no Japão, a Tokyo Electric Power Co, reconheceu este sábado que cerca de 120 toneladas de água radioactiva vazaram de um dos tanques, contaminando o solo circundante. O problema vai levar duas semanas a ser resolvido.
Em conferência de imprensa, a empresa informou que ainda está por descobrir a causa do vazamento de um dos sete tanques subterrâneos que armazenam a água usada para arrefecer os reactores nucleares – os tanques são compostos por três camadas que deveriam impedir a saída da água.
Elementos radioactivos foram detectados em água colhida no solo ao redor de um tanque e da camada externa de um fundo impermeável do tanque, disse um porta-voz da empresa.
Para já, a Tokyo Electric Power planeia bombear 13 mil metros cúbicos da água remanescente no tanque afectado para outros, durante as próximas duas semanas. Não é expectável que a água radioactiva que entretanto saiu chegue ao mar, embora o tanque esteja localizado a 800 metros da costa. A empresa não divulga durante quanto tempo o tanque esteve a vazar.
De recordar que a central de Fukushima tem enfrentado uma série de problemas com o controlo de água do solo e manutenção do sistema de refrigeração, construído para manter os reactores nucleares estáveis. Ainda esta sexta-feira, a empresa deu conta de uma interrupção do sistema de refrigeração da piscina de resfriamento de combustível gasto de um dos reactores. E, em meados do mês passado, um rato causou um curto-circuito afectando os sistemas de arrefecimento do combustível nuclear.
A central nuclear foi um dos locais mais afectados com o terramoto de Março de 2011 no Japão.

Outros Artigos

Nenhum comentário:

Postar um comentário