Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

China acusa Japão de criar problemas pelas ilhas Senkaku

Documento oficial chinês também alerta sobre a crescente presença militar americana na região

 China acusa Japão de criar problemas pelas ilhas Senkaku

A China acusou o Japão de "criar problemas" após sua decisão de nacionalizar as ilhas Senkaku (anúncio feito em setembro passado), em um documento oficial emitido pelo Ministério da Defesa, noticiou a Kyodo.
"Alguns países vizinhos estão tomando medidas que dificultam ou agravam a situação (em relação aos assuntos territoriais da China), e o Japão está causando problemas pela questão das ilhas Diaoyu (como são chamadas pelos chineses)", diz Pequim.

O governo japonês protestou contra a declaração chinesa e insistiu que não há disputa territorial entre os dois países. O documento chinês destaca a crescente importância da Ásia-Pacífico para o desenvolvimento econômico global. De acordo com a China, os EUA estão ajustando sua estratégia de segurança no que diz respeito à região e o panorama regional está passando por mudanças profundas.
O comunicado informa ainda que há um país, sem citar os EUA, mas a alusão é clara, que está fortalecendo suas alianças militares na Ásia-Pacífico, expandindo sua presença militar na região e, muitas vezes fazendo com que a situação se torne mais tensa. Voltando para o Japão, um porta-voz do Ministério da Defesa chinês disse que o país deve fazer esforços concretos para tratar adequadamente as questões relacionadas com as ilhas, e destacou que elas são parte inerente do território chinês.
"O governo e as forças militares chinesas são capazes de salvaguardar a soberania da China sobre as ilhas”, manifestou. "A China sempre defendeu meios pacíficos e o diálogo para resolver as disputas territoriais", concluiu. O governo americano disse em várias ocasiões que não toma partido na disputa entre as duas nações, mas reconhece que o Japão exerce controle sobre as ilhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário