Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

G-SUITE:Veja mais detalhes aqui!!!!!

G Suite




Olá.

Agradecemos a análise do G Suite.

Aqui estão três motivos para testar esse recurso:

  1. Você pode receber e-mails personalizados e muito mais com o Gmail for business.
  2. Ele ajuda os funcionários a cumprirem suas tarefas e colaborarem de forma mais rápida e eficiente.
  3. Milhões de pequenas e grandes empresas já mudaram para o G Suite.

Conheça aqui o G Suite!!!!

O que é o G Suite?

O G Suite é um pacote de produtividade baseado na nuvem que ajuda as equipes a se comunicar, colaborar e realizar tarefas em qualquer lugar e de qualquer dispositivo. Ele é fácil de configurar, usar e gerenciar. Assim, sua empresa pode se concentrar no que realmente importa.

Milhões de empresas em todo o mundo contam com o G Suite para aproveitar recursos como e-mail profissional, armazenamento de arquivos, reuniões por vídeo, agendas on-line, edição de documentos e muito mais.

Assista ao vídeo ou saiba mais aqui.

Veja alguns destaques:

E-mail empresarial para seu domínio

Parecer profissional conta muito e isso significa se comunicar como você@suaempresa.com. Os recursos simples e eficazes do Gmail ajudam você a desenvolver sua marca e realizar ainda mais tarefas.

Acesse em qualquer local ou dispositivo

Verifique seu e-mail, compartilhe arquivos, edite documentos, realize reuniões por vídeo e muito mais, estando no trabalho, em casa ou viajando. Você continua o trabalho de onde parou em um computador, tablet ou smartphone.

Ferramentas de gerenciamento de nível empresarial

As configurações de administrador robustas oferecem controle total sobre usuários, dispositivos, segurança e muito mais. Seus dados estão sempre com você e eles permanecem com você caso queira mudar de solução.

Inicie uma avaliação gratuita

Procurando Diversão??????????

               Procurando Diversão?????????



Então encontrou o melhor local,
e a rede social mais badalada do momento!!!!

Não acredita?????
Então confira você mesmo(a)!!!!!!

Acesse agora mesmo!!!!!!

>>>>> http://www.sccliberal.com.br/Convite.aspx?cvt=496157

Boa diversão e com certeza vão gostar demais!!!!


quinta-feira, 4 de abril de 2013

10 jogos que deveriam virar filmes


Diferente dos Top Pops que realizamos anteriormente, dessa vez o publico escolheu através de nossa pagina do Facebook os 10 colocados. Coloquem nos comentários qual jogo faltou em nossa lista e quem deveria fazê-los.
Confira AQUI os Top Pops anteriores.
Agora vamos a nossa lista dos 10 grandes jogos que deveriam virar filmes.
10 – Kingdom Hearts
Diretor: Mark Waters
Elenco: Logan Lerman (Sora), Blake Libely (Kairi), Ezra Miller (Rikku), Johnny Depp (Jack Sparrow)
-Um filme baseado em Kingdom Hearts não seria o trabalho mais fácil do mundo, embora uma animação fosse coerente, seria uma saída fácil demais, então optaríamos por uma inusitada mistura de animação CGI e live-action. O diretor de As Crônicas de Spiderwick, Mark Waters, deveria se encarregar bem do filme sem elevar os custos.
O trio de protagonistas acima parece se enquadrar bem nós personagens e Johnny Depp, claro, se podemos utilizar os personagens da Disney porque não usar Jack Sparrow como faz os games?

9 – Angry Birds
Diretor: Carlos Saldanha
Elenco: N/Útilizado
- Um filme mudo dos pássaros mais raivosos dos Games seria algo inovador. Carlos Saldanha poderia ser o escolhido para comandar o media metragem. Ele já tem conhecimento em animação e em pássaros, e nós dois juntos. Alias o seu filme Rio já foi um tema de Angry Birds.
Aproveitando um caráter experimental poderíamos investir em um drama intimo dentro da comedia nonsense como por exemplo iniciando um romance proibido entre um pássaro, o azul de preferência e uma porquinha. No final é claro o passarinho vermelho se sacrifica pelo bem maior.
8 – Shadow of the Colossus
Diretor: Alfonso Cuaron & Guillermo Del Toro
Elenco: Norman Reedus (Wander), Mia Wasikowska
-Os dois diretores são amigos e lidariam com os temas apresentados em Shadow of the Colossos brilhantemente, a solidão de um mundo imenso e vazio e a tragédia do amor perdido e é claro, monstros gigantes.
Del Toro que por pouco não assumiu O Hobbit antes de Jackson finalmente embarcar como diretor tem envergadura moral para assumir um filme nessa escala épica, mas geralmente não tem a mesma habilidade com temas mais densos, bem diferente de Cuaron, que deve lançar no próximo ano Gravity, filme que vai lidar justamente com a solidão na imensidão. Como os 2 diretores são amigos e já até lançaram a “Trilogia  do Tempo” anos atrás com Inarritu (Labirinto do Fauno – passado, Babel – presente, Filhos da Esperança – futuro) nada mais natural que eles fazerem uma parceria para cuidar daquele que muitos consideram a maior obra de arte dos games.
Como um filme desse porte teria que ser pequeno em termos de orçamento, visto que ele não seria nada comercial, uma boa escolha seria um ator menor, mas talentoso como Norman Reedus, também conhecido como Daryl Dixon ou apenas “o cara da besta” de The Walking Dead.
7- Dead Space
Diretor: Scott Derrickson
Elenco: Hugo Weaving (Isaac Clarke)
-Scott Derrickson sempre está envolvido com filmes de terror que são considerados de médio a bons, como creio que o William Friedkin não aceitaria dirigir uma adaptação de games, poderia ser interessante dar uma chance a Derrickson de brilhar levando o terror a um outro nível, que normalmente não se vê nos cinemas.
A escolha de Weaving é obvia, o nosso protagonista aqui vive com uma mascara, portanto ninguém melhor para interpretar mascarado do que Weaving, ainda Lembram do 5 de Novembro?
6 – Fallout
Diretor: Quentin Tarantino
Elenco: Garret Hedlund
-Existe uma dificuldade enorme ao se pensar em adaptar The Elder Scrolls, porque assim como Fallout a história começa bem genérica e você a molda como quer, mas diferente de Elder Scrolls, o mundo de Fallout é muito mais marcante, não por ser melhor, mas por ser mais esquisito.
A história em si não precisa ser ambientada em uma história do jogo, mas sim no contexto do mesmo. E ninguém parece se encaixar tão bem nesse contexto quanto Tarantino. Desde a trilha sonora retrô a violência absurda mesclada ao humor nonsense. Sem contar que Tarantino gosta de gêneros e um filme pós-apocaliptico ele ainda não fez.
Garret Hedlund me parece bom para atuar em filmes desérticos, assistam Na Estrada e comprovem.
5 – Splinter Cell
Diretor: George Clooney
Elenco: Christian Bale (Sam Fisher)
-George Clooney está sempre caminhando para o lado político do cinema, depois de Tudo Pelo Poder parece que o ator/diretor gostou mesmo da coisa e então um filme de espionagem, obviamente com teor político, ainda que raso, seria uma escolha apropriada pra ele que ainda não tem uma ação, propriamente dita em seu currículo de diretor.
Já Christian Bale como Sam Fisher, bem, não existe duvida que Bale pode fazer qualquer papel, se não tivesse alguém mais apropriado eu o escalaria até para ser a Princesa Peach.
4 – Mass Effect
Diretor: Peter Jackson
Elenco: Matthew Fox (Comandante Shepard), Martin Sheen (Illusive Man), Rooney Mara (Jack), Seth Green (Joker), Tricia Helfer (EDI), Ali Hilis (Liara T’soni), Yvonne Strahovski (Miranda Lawson).
- Jackson fez o maior Épico Fantástico dos cinemas, então porque não adaptar o maior épico de ficção dos vídeo-games. Mass Effect tem o tipo de escala gigantesca que parece atrair Jackson, ele mesmo quase dirigiu um filme de Halo, imaginem se o diretor tomasse gosto pelo jogo, teríamos o novo Star Wars do cinema.
Muitos clamam que assim como The Elder Scrolls e Fallout seria difícil adaptar Mass Effect, eu discordo, por mais caminhos que você possa tomar a história sempre vai de um ponto a outro definido, o que temos em Mass Effect é a “ilusão de escolha” diferente do que acontece nos jogos da Bethesda citados.
Por sorte boa parte do elenco de vozes do jogo é idêntico a sua contraparte virtual, a escalação ia ser extremamente fácil, para os casos que não, temos por exemplo Matthew Fox, a cara do Shepard e que já interpretou alguém chamado Shepard antes, se é que vocês se lembram.
3 – Red Dead Redemption
Diretor: Irmãos Coen
Elenco: Brad Pitt (John Marston), Bonnie MacFarlane (Renée Zellweger), Bill Williamson (William Dafoe)
-Irmãos Coen? Só uma palavra (duas na verdade) Bravura Indômita!
Brad Pitt? Além do cara ser ótimo, já trabalhou com os Coen antes e está acostumado a viver tipos complexos e carismáticos como John Marston.
Red Dead Redemption é um dos meus 3 jogos preferidos da geração atual e um dos motivos é por sua qualidade cinematográfica, é quase impossível errar a mão em um filme do jogo, está tudo o que um diretor precisa lá, exceto talvez um tempo hábil pra criar a história, nesse caso uma trilogia ia servir.
2 – God of War
Diretor: Zack Snyder
Elenco: Tom Hardy (Kratos), Rachel Weisz (Athena), Jeremy Irons (Zeus).
-Não sei porque todos quando pensam em Kratos falam The Rock, Vin Diesel, Djimon Hounson (esse eu até concordo), será que as pessoas esquecem o quanto um ator normal, e de preferência que saiba atuar, pode ficar enorme para um filme, Tom Hardy que eu escolhi acima, foi só um exemplo, veja Tom Hardy em A Origem e veja o Bane do último Batman, só para ter uma ideia de um possível Kratos.
Zack Snyder? Sabe fazer drama e ação absurda com violência extrema, tudo no mesmo pacote, e bem, temos 300 de exemplo pra mostrar que o cara sabe como criar um épico grego.
1 – Assassin’s Creed
Diretor: Matthew Vaughn
Elenco: Joseph Gordon Levitt (Desmond), Michael Fassbender (Altair), François Arnaud (Ézio) e Adam Beach (Connor)
-Joseph Gordon Levitt encarnaria perfeitamente o presente da trama de Assassin’s Creed, ele tem uma aparência indefesa e simples, mas consegue ser um ator de ação quando bem dirigido.
Michael Fassbender, que já está confirmado em um futuro filme da série que esta por vir ficaria ótimo como o soturno e presunçoso Altair, na primeira camada de passado, nas Cruzadas.
François Arnaud sabe interpretar um italiano cool-guy/badass-violento como ninguém, para quem vê a série Borgias isso é compreensível, ele ainda aparenta um pouco com Ezio, o personagem mais popular da série Assassin’s Creed. Ele comandaria a maior porção da trama na segunda camada de passado, na Itália de Da Vinci, e em algum lugar da trama Arnaud vai enfrentar Cesare Borgia, seu próprio personagem na série de TV.  \o/
Adam Beach é visualmente perfeito para Connor, ou melhor como Ratohnhaké:ton, o índio na terceira e até agora última camada do passado, que se passa na Guerra de Independência dos EUA. Além do visual Beach é um ótimo ator como já demonstrou em A Conquista da Honra de Clint Eastwood.
Para comandar essa bagunça homérica eu escalaria Matthew Vaughn, ele já demonstrou que sabe lidar com ação absurda e deixa-la realista (na medida do possível) com Kick Ass e já demonstrou que sabe lidar com efeitos especiais e com Michael Fassbender em X-Men:A Primeira Classe, e como a sequencia do filme dos mutantes será X-Men: Dias de um futuro esquecido, ele também já vai estar preparado para lidar com uma bagunça temporal.
Vaughn foi à escolha mais difícil desse Top Pop, mas talvez a mais acertada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário