Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

terça-feira, 26 de março de 2013

Brasileiro vira popstar no Japão e faz sucesso cantando tema de desenhos

Ricardo Cruz participa de turnês como vocalista da banda Jam Project.
Músico entrou na banda após entregar uma fita quando JP veio ao Brasil.

Fã de banda animesong, Ricardo Cruz vira integrante do grupo  (Foto: Anna Gabriela Ribeiro / G1)  

Ricardo Cruz participa de evento em Santos, SP
(Foto: Anna Gabriela Ribeiro / G1)

 

Levar a sério uma paixão de infância e fazer dela a razão de ser do presente, estando lado a lado com aqueles que, no passado, acostumou-se a idolatar. O que para muita gente não passa de um sonho, tornou-se realidade para o músico Ricardo Cruz. Quando jovem, o cantor era mais um entre os inúmeros jovens fãs de desenhos animados japoneses e das canções que embalam as aberturas dos seriados. Hoje, aos 31 anos, o brasileiro se tornou um dos principais expoentes musicais do gênero, participando de turnês internacionais com a banda JAM Project, que reúne os principais nomes do estilo no Japão.
Em um evento de cultura pop japoensa em Santos, no litoral de São Paulo, Ricardo explicou que toda essa admiração pelo estilo musical começou quando ele resolveu fazer um intercâmbio para o Japão, ainda na adolescência. “Desde criança eu sempre gostei de cultura japonesa. Eu sou fruto da geração Jaspion, Changeman. E fiz intercâmbio para o Japão quando eu tinha 17 anos. Não aguentava mais o colégio e queria fazer algo que eu gostava, que era aprender japonês. Lá conheci várias bandas que tocam trilha sonora de seriados, e descobri que isso é um mercado fonográfico sério. Aqui é só a trilha sonora do desenho. Lá você se depara com essa indústria fonográfica séria, com shows. É um gênero musical e eu me fascinei por isso”, conta o músico.
Ele chegou a voltar ao Brasil e, em 2003, participou da organização de um evento que trouxe a banda japonesa ao país. “Voltei ao Brasil e conheci uma pessoa que faz eventos. A gente ficou amigo porque ele cantava também. Aí pensamos em fazer um evento grande com algum diferencial. Chegamos a conclusão de que trazer cantores do Japão para o Brasil seria uma boa, então fizemos o Anime Friends e foi um grande sucesso. Foi aí que tudo começou”, relembra Ricardo.
No evento o músico teve a oportunidade de conhecer os integrantes da banda Jam Project. “Foi lá que eu conheci de fato os cantores que eu era muito fã. Aos poucos fomos desenvolvendo uma relação e eu mandei uma demo para eles, falando que eu também canto de brincadeira. Eles gostaram e me convidaram para ir para lá. Participei de um concurso que queria colocar alguém mais jovem na banda, porque eles são mais velhos e eu ganhei. Fui para lá em 2005 e gravei o primeiro single. Depois disso passe a ir todo ano fazer uma participação na turnê deles no Japão”, conta.
Ricardo Cruz ressalta o sucesso da banda que, além de fã, ele faz parte como músico. “Hoje em dia eles são enormes. Eles acabaram de fazer um show em uma arena para 50 mil pessoas. Eles tocam animesong, mas tem muito do rock, hard rock e metal melódico. As músicas deles fazem parte da trilha sonora de vários desenhos e vídeogames. Os membros também têm uma carreira solo de bastante sucesso. O líder da banda, Hironobu Kageyama, gravou o tema original do Changeman, gravou o tema original do Cavaleiro dos Zodíacos, do Dragon Ball Z, então ele é uma grande referência nesse meio”, afirma.
  •  
Ricardo Cruz faz parte do Jam Project (Foto: Divulgação)Ricardo Cruz é o único membro que não é japonês no Jam Project (Foto: Divulgação)
O músico não esconde o encantamento de cantar com ídolos e relata que a experiência é um grande intercâmbio cultural. “Eles são mais velhos. Quando era moleque eu ouvia. Então são meus ídolos ali do lado no palco. Eu gosto dos desenhos do Japão, cresci vendo. O público japonês gosta muito porque eles se veem refletidos em mim. Um cara que é do Brasil, do outro lado do mundo, que tem o mesmo sentimento que eles ali no Japão. O Jam tem um objetivo de promover a amizade, levar a mensagem de paz. Agora que eles estão internacionais as músicas sempre tem esse tema, de derrubar preconceitos, derrubar barreiras, então a minha posição lá dentro tem muito a ver com isso. É muito legal fazer as turnês, viajamos para várias cidades e eu acabo conhecendo bem a cultura do local", afirma Ricardo.
Em paralelo ao Jam Project, Ricardo Cruz começa a investir na carreira solo e pretende lançar um CD ainda neste ano. “Estou muito feliz de estar com eles. Estou aprendendo bastante sobre música. De um ano para cá também estou compondo. Estou para gravar um CD solo que é a novidade. Comecei um blog e lá eu divulgo tudo que estou fazendo. Vai ser em japonês. Vou fazer uma mistura de estilos e vamos ver o que vai dar. Estou muito animado. O trabalho deve sair entre maio e junho. Quero aproveitar esse público que já existe, lá do Japão, e também do Brasil que espera esse som”, afirma.

veja também

Nenhum comentário:

Postar um comentário