Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Preservação da Praça do Japão demonstra força da sociedade organizada


Para presidente do Conseg-Batel a decisão anunciada ontem demonstra cidadãos mobilizados têm o poder de mudar decisões dos governos, que vão trazer impacto no seu dia a dia

O presidente do Conselho Comunitário de Segurança do Batel, Acef Said, comemorou o cancelamento do projeto que previa intervenções na Praça do Japão, para passagem do Expresso Ligeirão Norte. O impacto que as obras viárias trariam à região desagradou a comunidade local, que se mobilizou para impedir sua continuidade. Um abaixo assinado com quase 12 mil assinaturas desfavoráveis às obras foi entregue aos vereadores de Curitiba que, juntamente com o Ministério Público, encamparam a iniciativa popular, defendida pelo Conseg-Batel e Movimento em Defesa da Praça do Japão. "A decisão do cancelamento anunciada ontem pelo presidente da Urbs é emblemática, e demonstra como a sociedade organizada tem sim força para mudar os rumos de sua cidade", comentou Said. Ele lembra que, não fosse a iniciativa popular, o projeto teria sido executado, afetando o trânsito e comprometendo mais um espaço público de convivência. "Mais que nunca o cidadão precisa entender que não pode se calar ou ser indiferente àquelas decisões dos governos, que vão trazer impacto no seu dia a dia. É preciso se organizar, fortalecer entidades representativas e não ficar de braços cruzados", destaca o presidente do Conseg-Batel.
Bebel
Roberto Gregório, Paulo Salamuni e Acef Said durante a reunião
Elaborado na gestão do ex-prefeito Luciano Ducci, o projeto original sofreu alterações, o que provocou a indignação de todos. Além de não terem sido realizadas audiências públicas para debater o assunto com moradores e aqueles que trabalham ou estudam na região, o Ministério Público também identificou que não foram feitos estudos de impacto ambiental e de impacto de vizinhança para efetivação da obra.
Como resultado da pressão popular nas últimas semanas, o presidente da Urbs, Roberto Gregório da Silva Júnior garantiu que a Praça do Japão não sofrerá qualquer intervenção em virtude das obras de implantação do Ligeirão Norte. Segundo ele, a prefeitura vai rever o projeto e, além preservar a praça, assume o compromisso de discutir locais alternativos para a construção da estação-tubo Bento Viana, que seria implantada em frente ao Colégio Santa Terezinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário