Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Pessoas que gostam de gatos vs. pessoas que gostam de cachorros: quem é mais inteligente?

cat-and-dog
Sabe quando você vê alguém fazer alguma escolha e pensa: “hum, isso explica muito coisa”?
Nossas escolhas, de uma maneira geral, dizem muito a respeito de particularidades da nossa personalidade, justamente pelo fato da maioria delas serem feitas de forma inconsciente. Como, por exemplo, pessoas que gostam mais de cachorros e pessoas que gostam mais de gatos.
 
 
Parece que existe uma disputa entre os amantes fervorosos desses animais de estimação, aparentemente herdada da relação que esses animais têm no mundo real.
Mas, isso é só uma especulação pessoal, baseada em achismos. O que a ciência pode comprovar são outros fatos, diga-se de passagem, muito mais interessantes. De acordo com um novo estudo, essas pessoas que gostam mais de gatos ou de cachorros realmente têm personalidades diferentes: as que dizem preferir cachorros tendem a ser mais animadas, mais cheias de energias e mais extrovertidas. Segundo o estudo, essas pessoas também costumam seguir regras, sem grandes problemas.
Já as pessoas que amam gatinhos tendem a ser mais introvertidas, porém costumam ter a cabeça mais aberta, e tendem a ser mais sensíveis.
E você, em qual grupo se encaixa? As constatações do estudo correspondem à sua personalidade?

Quem é mais inteligente?

Mas, antes de sair correndo para os comentários (espero que a sua vontade de fazer isso seja grande!) deixa eu contar a você mais algumas coisas sobre esse estudo que vai acirrar ainda mais a rivalidade entre os fanáticos por esses animais.
Se você começou a ler esse artigo para saber qual era a resposta da pergunta feita no título, aqui vai ela: o estudo também descobriu que os amantes de gatinhos são mais inteligentes do que os amantes dos cachorros. De acordo com a pesquisadora Denise Guastello, professora de psicologia na Universidade de Carroll, em Wisconsin (Estados Unidos), parte da razão para as diferenças de personalidade pode estar relacionada com os tipos de ambientes que cada um dos grupos preferem frequentar.
“Faz sentido que uma pessoa que gosta mais de cachorros seja mais animada, porque gostam de sair, estar fora de casa, conversando com pessoas e sempre na companhia de seus cães”, disse Guastello. Por outro lado, se a pessoa em questão for mais introvertida e sensível, talvez ela prefira passar mais tempo em casa, no conforto do próprio lar, lendo um bom livro – o que faz de um gato a companhia perfeita. Eles não têm necessidade de sair para passear. E quando o fazem, preferem ir sozinhos mesmo, obrigada.

Método de pesquisa

Para chegar a essas conclusões, os pesquisadores entrevistaram 600 estudantes universitários, perguntando com qual dos dois grupos de animais cada um deles mais se identificava: cães ou gatos. Depois, perguntaram quais qualidades eles achavam mais legais no bichinho escolhido. E, finalmente, os participantes do estudo também responderam a uma série de perguntas para avaliar a suas próprias personalidades.
Parece que os cachorros têm mais admiradores. Do grupo de estudantes que participaram da pesquisa, cerca de 60% disseram se identificar mais com “o melhor amigo do homem”. Apenas 11% disseram que eram mais fãs de gatos. Os outros 29% disseram não gostar nem de um, nem de outro. E eu aqui achando que isso não era possível.
Os resultados do estudo também mostraram que a característica dos cachorros que seus donos mais valorizam é o companheirismo, enquanto que o traço que os amantes de gatos mais valorizam é o carinho que recebem dos felinos. Outra constatação que me parece óbvia, mas não menos interessante, é a de que foi considerado possível que as pessoas possam selecionar seus animais de estimação de acordo com suas próprias personalidades. Por exemplo: os gatos são animais mais independentes, e um tanto cautelosos quanto aos outros. Então, se você também tem esses traços marcantes em sua personalidade, a tendência é que valorize essa qualidade no seu animalzinho também – o que leva a escolher um gato em vez de um cão.
Só tem um porém: como esse estudo foi feito com base em estudantes universitários, a professora Guastello afirmou que não sabe se os resultados se aplicam a outros grupos etários. Porém, estudos anteriores tiveram resultados semelhantes.

Curiosidade?

Apesar da rivalidade saudável, cães e gatos seguem na liderança como sendo os animais de estimação mais populares em todos os cantos da Terra. Contudo, mais famílias possuem um cachorro. E praticamente metade das pessoas que têm animais de estimação, têm mais de um animal em casa. [LiveScience]

Nenhum comentário:

Postar um comentário