Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

domingo, 17 de março de 2013

UEA lidera ranking no Exame da Ordem da OAB no Amazonas

Instituição conseguiu maior média de aprovados com 38,82%.
Uninorte se destacou entre as privadas com 15,18% de aprovados.

UEA está com inscrições abertas para residências no setor de saúde no Amazonas (Foto: Alfredo Fernandes/Agecom) 

UEA teve maior média de aprovados no Exame
da Ordem da OAB (Foto: Alfredo Fernandes/Agecom)

 

A classificação das universidades do Amazonas no 8º  Exame da Ordem Unificado foi divulgado na última sexta-feira. Segundo os dados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) obteve o melhor resultado, com 38,82% de aprovação. Entre as instituições privadas, a primeira colocada foi a Uninorte com 15,18% de aprovados.
A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) ficou no segundo lugar geral com aprovação estimada em 34,55%. Na classificação geral, em números absolutos de participação, a UniNorte ficou em primeiro lugar com 58 aprovados, à frente da UEA, com 33.
Segundo dados da OAB-AM, o Amazonas ficou abaixo da média nacional na aprovação de candidatos no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Segundo o responsável pela comissão de estágio e do exame no Estado, Caupolican Padilha, somente 12% dos 1.845 candidatos que se inscreveram conseguiram aprovação. “Os resultados anteriores e este recente mostram que a educação jurídica está ruim e que é preciso repensar os cursos de Direito no Amazonas e no país de um modo geral, tanto nas universidades privadas quanto nas públicas”, ressaltou.
Veja a classificação das instituições de ensino superior no Exame da Ordem:
Instituções de Ensino Superior Públicas
1º Universidade do Estado do Amazonas -  38,82%
2º Universidade Federal do Amazonas - 34,55%

Instituções de Ensino Superior Privadas
1º UniNorte - 15,18%
2º UniNiltonLins  - 14,05%
3º Ciesa - 13,03%
4º Ulbra - 12,66%
5º Martha Falcão - 9,14%
6º Esbam - 7,82%
UNIP - 7,75%
8º Fametro - 4,17%

Nenhum comentário:

Postar um comentário