Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quarta-feira, 27 de março de 2013

Portas admite que Naruhito do Japão pode visitar Portugal


O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, admitiu hoje em Tóquio a possibilidade de o príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, visitar Portugal ainda durante 2013.

¿Passam 470 anos da chegada dos portugueses ao Japão, não é frequente dois países poderem celebrar uma amizade de quase cinco séculos, quatro quintos dos países do mundo não tem metade da idade que já tem a amizade tem Portugal e o Japão¿, disse Paulo Portas.

¿Portugal é um país muito bem visto nesta parte do mundo, não é um desconhecido, é um país respeitado e por isso é possível, nomeadamente através de uma sinalização do nosso chefe de Estado que o príncipe herdeiro do Japão possa visitar Portugal ainda este ano, esperemos que sim¿, sublinhou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

O ano de 1563 marca a chegada dos portugueses à ilha de Tanegashima, onde deram a conhecer ao poder feudal do sul do arquipélago do Japão as armas de fogo.

O Japão, ou Cipango como lhe chamou o veneziano Marco Polo, foi a partir do século XVI ponto de comércio com os portugueses que entretanto se estabeleciam em Macau, no sul da China.

De acordo com alguns historiadores, Fernão Mendes Pinto, autor da ¿Peregrinação¿ terá sido um desses primeiros portugueses a contactar com o Japão e em 1549 chegam ao arquipélago os primeiros missionários, entre os quais S. Francisco Xavier.

O ministro dos Negócios Estrangeiros está em Tóquio onde chefia uma missão composta por 20 empresários de vários setores e de que fazem parte o secretário de Estado da Alimentação e da Investigação Agroalimentar, o presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal e o presidente da Liga Parlamentar Portugal-Japão.

Até sexta-feira, Paulo Portas vai encontrar-se com membros do novo Governo japonês (com o ministro da Economia e com o chefe da diplomacia de Tóquio), com empresários e com portugueses residentes no Japão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário