Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

segunda-feira, 11 de março de 2013

Manauense gasta R$ 500 com animais de estimação!

 Neste montante estão inclusas as despesas com alimentação, higiene, vacinas, medicamentos e acessórios – foto: Joel Rosa
Tratados como membros da família, animais de estimação chegam a gerar despesa média de R$ 500, por mês em lares de Manaus. Neste montante estão inclusas as despesas com alimentação, higiene, vacinas, medicamentos e acessórios.

Porém, a conta pode mudar conforme cada animal e o perfil do proprietário. Os donos afirmam que o valor gasto é necessário para garantir uma vida saudável aos bichos, que fazem a alegria de casas manauenses.
Apaixonado por animais, o cineasta Heraldo Daniel cria quatro cachorros, todos da raça bulldog, além de papagaios e araras. Só com os cães, ele desembolsa R$ 400 por mês, sendo R$ 300 com alimentação e R$ 100 com a higiene.
Além desses gastos, para conseguir o certificado de pedigree dos animais, o cineasta desembolsou R$ 160. Ele também tem custos com a inseminação artificial das cadelas que possui, além do parto, gastos que chegam a R$ 1,5 mil.
Ao todo, Heraldo Daniel garante que desembolsa R$ 2 mil para cobrir todos custos necessários para criar os animais. “Essas despesas representam em torno de 25% da minha renda mensal. Apesar dos valores altos, vale a pena cada centavo gasto devido a boa convivência com meus filhos” explica, ao ressaltar que os cães foram importados do México e dos Estados Unidos.
Bichos exóticos
Se por um lado, há quem não se importe em desembolsar ‘fortunas’ para cuidar de animais, por outro, há pessoas que gastam o mínimo para ter o bicho de estimação de preferência. O técnico em Segurança do Trabalho, Leandro Oliveira, cria iguanas (répteis de hábitos arborícolas), há mais de cinco anos.
Ele garante que os custos não chegam nem a R$ 20. “Gosto de animais exóticos e o Arnaldo (nome do iguana de sua propriedade) não me dá trabalho. Diariamente, ele come vegetal e legumes. Dois dias na semana, eu o coloco embaixo do chuveiro. Nunca precisou ir ao veterinário”, comenta o técnico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário