Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

terça-feira, 5 de março de 2013

Caminhões controlados por computador são testados com sucesso no Japão!

Enquanto grande parte da indústria automobilística faz testes com carros guiados e controlados por computador, o Japão vem desenvolvendo a tecnologia em uma escala maior. A Nedo, corporação de desenvolvimento de pesquisas financiada pelo governo japonês, experimentou com sucesso o funcionamento de protótipos de caminhões de carga.
A NEDO. organização financiada pelo governo do Japão que pesquisa novas tecnologias de industria e energia, testou em estradas caminhões-robô (Foto: Divulgação/ NEDO) 
A NEDO testou em estradas caminhões-robô (Foto: Divulgação/ NEDO)
No ensaio realizado pela organização, um comboio de quatro caminhões percorreu uma estrada, e somente o primeiro veículo era guiado por uma pessoa. A tecnologia, parecida com a utilizada pelas mulas de carga robóticas da Darpa, funciona com veículos automáticos equipados com câmeras, radares e sensores e separados por uma distância de 15 metros.
Os caminhões copiam o movimento realizado pelo veículo conduzido por um humano, garantindo assim que um volume maior de carga seja transportado ao mesmo tempo. Além disso, a caravana também reduziria o consumo de combustível em até 15%, uma vez que a primeira carreta recebe todo o vento sobre si, diminuindo a resistência do ar sobre as demais, da mesma forma que as equipes de ciclismo fazem em provas de longa distância.
Os veículos automáticos copiam e seguem o primeiro, guiado por uma pessoa, e ainda sofrem menos resistência do ar (Foto: Divulgação/ NEDO) 
Os veículos automáticos copiam e seguem o primeiro, guiado por uma pessoa (Foto: Divulgação/ NEDO)
O teste da Nedo provou que a tecnologia é segura e aplicável nas estradas do Japão, porém ainda há muitas barreiras legais contra veículos sem condutor trafegado em vias públicas. Enquanto essas dificuldades não são contornadas, a organização de pesquisa já anunciou que fará mais testes para melhorar seus protótipos, alguns agendados ainda esse ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário