Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

segunda-feira, 4 de março de 2013

Aprenda ganhar dinheiro com a sua página do Facebook

Fundador da rede de franquias MyGloss, que começou na internet, dá dicas para o sucesso
 Divulgação
Você cria uma página no Facebook esperando que ela seja bem-sucedida e ajude o seu negócio, mas as coisas não saem exatamente como o planejado. As tentativas de se dar bem por meio da rede social têm aumentado, e a história é bastante comum, mas não desista. Há algumas atitudes a serem tomadas para alavancar a audiência e o sucesso.
GALERIA DE FOTOS: 6 dicas para se dar bem no Facebook
Segundo Ricardo Stocco, cofundador da MyGloss, rede de franquias de lojas de acessórios de moda que começou na internet, uma das dicas mais importantes é não empurrar produtos para os consumidores. “Começamos como um site de prestação de serviço, sem querer nada em troca. Se o cliente percebe você quer ganhar dinheiro em cima dele, o negócio perde credibilidade”, afirma.
A história da MyGloss é vitoriosa. A fanpage no Facebook foi criada em dezembro de 2009, a partir do blog de moda de Kátia Stocco, irmã de Ricardo e cofundadora do negócio. Em maio de 2011, a dupla abriu a primeira loja e, em setembro do mesmo ano, a página bateu 100 mil fãs. Hoje, é considerada a maior de moda do país, com quase 1,2 milhão de opções “curtir”.
O negócio foi criado como um “personal stylist virtual”, nas palavras de Stocco, uma comunidade para discutir moda e prestar consultoria. De acordo com ele, atualmente, mesmo com as dez lojas da marca (oito franqueadas) e expectativa de abrir mais, pelo menos, outras dez até o fim do ano, a MyGloss mantém seu DNA e continua criando conteúdo e solucionando dúvidas das consumidoras.
Stocco, que agora dá palestras sobre o assunto, diz que ter uma ideia pioneira, investir em prestação de serviços, estimular o envolvimento emocional com a marca, estabelecer parcerias e trabalhar a venda on-line de forma passiva (quando o produto é oferecido apenas se for solicitado) são chaves para o sucesso na internet. “Com a marca conhecida, gera-se demanda por lojas. Isso cria expansão e, a partir daí, é possível captar potenciais franqueadores”, explica o ex-executivo da AmBev que já operou dez negócios de cinco diferentes franquias.
Com a receita de sucesso, o empresário espera fechar este ano com faturamento de R$ 15 milhões (no ano passado, a MyGloss fechou em R$ 9 milhões). A abertura da loja de e-commerce da marca, prevista para entre junho e julho, adicionaria, segundo projeção de Stocco, mais R$ 12 milhões ao montante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário