Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

'Pacto pela Educação' prevê R$ 500 milhões de investimentos em SC

Governo destaca três eixos no programa: pedagógico, estrutura e gestão.
Foi assinado projeto de lei que prevê reajuste de 8% a 15% ao magistério.

O Governo de Santa Catarina anunciou nesta segunda-feira (18) o investimento de R$ 500 milhões no sistema educacional catarinense. O valor será empregado no 'Pacto pela Educação', que prevê o aprimoramento pedagógico de estudantes e professores, melhorias na estrutura das escolas e mudanças na gestão da rede estadual. Também foi anunciada a entrega de cerca de 13 mil tablets aos professores do Ensino Médio, além de lousas digitais. A intenção é promover a inclusão digital de docentes e estudantes.
A valorização dos profissionais é um ponto de destaque no plano. O governador Raimundo Colombo assinou o Projeto de Lei que prevê revitalização da carreira do Magistério. A proposta que será encaminhada para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina propõe reajuste salarial entre 8% e 15% para todos os professores da rede pública estadual em 2013. O Secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, afirmou que, se a proposta for aprovada em fevereiro, os profissionais receberão folha de pagamento suplementar retroativa a janeiro.
De acordo com Deschamps, apesar de estarem previstas ações voltadas para a infraestrutrura das unidades, o objetivo maior é aprimorar a gestão das escolas. "Tem importantes ações na área de estrutura, mas a principal atenção será dada para a pedagógica", destacou o secretário, que enfatizou a gestão administrativa e de pessoas.
Segundo Deschamps, a meta é equiparar o nível de qualidade do ensino catarinense ao registrado nos países desenvolvidos. De acordo com o Índice de Desenvolvimento de Educação Básica (Ideb), o estado é líder brasileiro no Ensino Fundamental, anos finais e Ensino Médio.
O Pacto pela Educação propõe ainda ampliar o número de jovens e adultos que sabem ler e escrever, através de programas como o Nacional de Alfabetização na Idade Certa. O governo deve disponibilizar bolsas de estudo para graduação e pós-graduação.
Na parte de infraestrutura, o programa prevê a construção de 29 escolas, de oito Centros de Educação Profissional (Cedups) e 52 quadras e coberturas. Outras unidades também devem ser revitalizadas.
Para ler mais notícias do G1 Santa Catarina, clique em www.g1.globo.com/sc/santa-catarina. Siga também o G1 Santa Catarina no Twitter e por RSS.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário