Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Tecnologia rastreia animais


Everton Carvalho, 24 anos, está sem o cãozinho de estimação, desde o final de 2014. Jovem já espalhou dezenas de cartazes com a foto de Nick pelo bairro onde mora(Foto:mel Castro)
Equipamento à venda na internet permite localizar e ainda avisa, por meio de mensagem, caso o bicho saia de casa
Deivid Souza,Da editoria de Cidades
Desde o dia 25 de dezembro, o instalador de vidros temperados, Everton Carvalho, 24 anos, lamenta a falta de Nick seu cãozinho da raça Shih Tzu de aproximadamente dois anos de idade. O pai do rapaz abriu o portão e o animal saiu sem que alguém visse. De lá para cá Everton já tentou de várias formas localizar o bichinho: colou cartazes sobre o desaparecimento de Nick; fez posts na internet e procurou bastante nas ruas do Condomínio das Esmeraldas, onde mora. Nada adiantou. “Eu colei cartazes, nos postes aqui perto de casa e nos petshops, mas no dia seguinte eles haviam sido retirados, por isso acho que alguém está com ele”, acredita.
Para evitar problemas como o de Everton, empresas de tecnologia desenvolveram uma coleira equipada com GPS. O equipamento permite que em caso de perda o animal seja localizado. Após instalar o dispositivo no pescoço do animal, o proprietário configura uma área de permanência para o bichinho. Quando ele extrapola o perímetro, uma mensagem é enviada automaticamente para o computador ou o smartphone cadastrado no sistema. A partir de então, com a ajuda de um mapa, é possível rastrear e encontrar seu bichinho de estimação. Toda movimentação do animal pode ser acompanhada com um computador ou smartphone. No entanto, o equipamento pode não ser a solução no caso de roubo ou furto, pois a coleira pode ser retirada.
Alguns fabricantes prometem duração de até 30 dias para a carga da bateria da coleira que envia um SMS informando o momento para recarga. O preço médio dos dispositivos é de US$ 120, aproximadamente R$ 315,00. Na internet, já existem anúncios de empresas brasileiras que comercializam os artigos importados. A reportagem do Diário da Manhã entrou em contato com vários dos maiores petshops de Goiânia, mas nenhum deles informou comercializar o produto ainda.
Outra ferramenta que ajuda quem tem animais de estimação é o microchip de identificação. Apesar de não permitir rastreamento, o dispositivo ajuda na confirmação de propriedade, pois após ser implantado na pele do animal ele carrega consigo informações do proprietário também.
A pequena ferramenta tem um código que é registrado pela empresa fornecedora. Ao implantá-lo no animal, o proprietário cadastra as informações de propriedade e de saúde do animal pela internet. Como cada chip é único, basta aproximar o animal de um leitor para que seja possível descobrir todo histórico dele.
O dispositivo é uma exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para animais que vão deixar o País. Mas de acordo com o médico veterinário, Ronaldo Medeiros de Azevedo, também é uma boa opção para confirmar a identificação dos bichinhos em caso de necessidade como ao encontrar o animal após ele ser perdido ou roubado. “O microchip pode ser implantado em qualquer animal de estimação e não tem contraindicação. É um importante diferencial para identificação em casos de discussão de propriedade”, destaca. O microchip é vendido em vários petshops de Goiânia. O preço médio é de R$ 120.

GRUPOS
Sites e grupos no Facebook também são ferramentas para quem perdeu ou teve o animal roubado. Uma delas é o perfil Cães Perdidos e Achados – Goiânia no Facebook. A página concentra anúncios, como o próprio nome já diz, de perda, roubo e encontro de animais. Em média, são pelo menos dez novas postagens por dia, a maioria delas refere-se à perda ou roubo, mas também há o registro de quem encontrou um animal perdido e não sabe quem é o proprietário. Nestes casos, são fornecidos contatos para que, mediante comprovação, o proprietário tenha o animal de volta.
Por causa da iniciativa também há espaço para finais felizes: os registros de usuários que conseguiram localizar os bichinhos e fazem o registro da boa notícia no site. São animais de todas as raças, cores e tamanhos. A maioria das notificações é de perda, mas também há os casos de roubo, grande parte destes ocorre em animais de raças mais valorizadas no mercado pet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário