Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

TAM perde cadela em voo que vinha para Salvador e oferece outro animal de estimação à passageira

Em nota, a Tam negou que tenha oferecido um novo animal e afirmou que está em contato com a cliente para prestar esclarecimentos
Amanda dos Santos, de 17 anos, está acusando a TAM de ter perdido sua cadela de estimação Mel, de 7 anos e meio de idade, antes de embarcar em um voo no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, com destino à Salvador,  no dia 18 de janeiro. Segundo o site Extra, até o momento, a companhia aérea não encontrou o animal.
A TAM está sendo acusada de ter perdido Mel, de 7 anos e meio de idade, antes de embarcar em um voo para Salvador
Segundo a adolescente, um funcionário chegou a oferecer um novo cachorro para substituir o animal desaparecido. "Isso é um absurdo. Eu não quero dinheiro, muito menos um outro cachorro, só quero minha cachorra de volta" contou a estudante de administração que mora em Santo André, em São Paulo. A cachorra viajaria no voo JJ3398 com a aposentada Francisca dos Santos, de 68 anos, que é avó de Amanda, e que foi avisada no avião de que o animal teria fugido e que as buscas só seriam iniciadas no dia seguinte, por conta da escuridão. Ainda segundo um funcionário, assim que encontrada, Mel seria entregue diretamente para a casa da passageira, em Salvador.
De acordo com a matéria do Extra, Mel seria levada no bagageiro e seria cobrado um valor de R$ 354, além da consultas veterinárias e vacinas exigidas para animais antes de uma viagem de avião."Era a primeira vez que ela ia viajar. Só fiquei sabendo no dia seguinte, foi muito desesperador. Fui ao aeroporto. Lá, a administração do aeroporto e a TAM ficaram empurrando a responsabilidade uma para a outra. Abri um processo na ouvidoria da TAM, que confirmou que a responsabilidade era mesmo da companhia aérea", disse em entrevista. 

A estudante contou que ficou sem informações sobre o que aconteceu com a cachorrinha. "Ficaram de me dar um retorno em até cinco dias, mas isso não aconteceu. Procurei informações pessoalmente, tentei ver a caixa que a Mel seria transportada, mas me impediram. Disseram que estava com a Polícia Federal em uma área restrita, o que não faz sentido". Amanda contou que só na semana passada começou a receber ligações da Tam.
Segundo a adolescente, um funcionário chegou a oferecer um novo cachorro para substituir o animal desaparecido
"Um funcionário que se identificou como William disse que a TAM devolveria todo o valor que gastei com o transporte da Mel. Depois disso, disse que a companhia aérea iria me dar o cachorro que eu quisesse, da raça que eu escolhesse. Eu fiquei indignada com essa proposta. Não quero dinheiro, apenas minha cachorra. Como ele percebeu que eu fiquei alterada, ele ligou para a minha mãe, que também não acreditou nessa proposta absurda e teve a mesma reação", disse.
Em nota, a Tam negou que tenha oferecido um novo animal e afirmou que está em contato com a cliente para prestar esclarecimentos. "A TAM Linhas Aéreas se sensibiliza com o ocorrido e informa que empreende todos os esforços para localizar a cachorra Mel a fim de devolvê-la a sua dona. A companhia está em contato com a cliente para prestar esclarecimentos sobre o caso. A TAM reforça que pratica controles rígidos para aceitação e transporte de animais a bordo e preza pela integridade física, pela saúde e pela segurança".

Nenhum comentário:

Postar um comentário