Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Quero ter um animal de estimação. O que preciso saber?


Quando novos, os animais transbordam energia e costumam ser bem bagunceiros

Ter um animalzinho em casa requer vários cuidados e também representa aumento de gastos nas finanças da família: alimentação, vacinas, veterinário, entre outros. É preciso ter consciência de que o tempo médio de vida dos cães e gatos gira em torno de 13 anos, e que um dia eles serão idosos e precisarão de mais atenção ainda.
É importante procurar informações sobre as raças a serem adquiridas e descobrir qual é a mais adequada ao seu interesse. Há sempre a possibilidade de adotar bichinhos, pois muitos são abandonados e precisam de um lar.
O médico veterinário Paulo Lanza recomenda, antes de adquirir um animal, conversar com todos os membros da casa para saber se concordam com a nova companhia. “É preciso ter em mente quem cuidará dos bichinhos nas férias e feriados prolongados”, explicou.
Já com o animal em casa, é preciso ter cuidado com a saúde do novo companheiro. Mantê-lo dentro de sua propriedade é mais seguro para ele, mas sem esquecer, claro, dos passeios diários e atividades físicas. “Além de muita atenção e carinho, o animal precisa ter um abrigo adequado, boa alimentação, estar com a vacinação em dia. Mesmo pets saudáveis devem visitar o veterinário pelo menos uma vez ao ano”, apontou Lanza.
A educação também é essencial para a boa convivência com o animal. Além do mais, evita alguns móveis arranhados, xixis em lugares indevidos e outras dores de cabeça. “Cada cão tem suas características e limitações, e isso deve ser respeitado. Caso julgue necessário, é interessante procurar um adestrador de confiança”, disse o veterinário.

Paulo alerta os candidatos a donos de animais para evitar crias indesejadas. Afinal, encher a casa de filhotinhos e não saber o que fazer com eles é um grande problema. “Animais não são brinquedos e abandoná-los, além de ser um ato de crueldade, é crime. Um veterinário poderá orientar a pessoa quanto ao que fazer para evitar procriações descontroladas”, alertou.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário