Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Paraísos submersos

Não basta imaginar o Éden. Tem que materializar. Debaixo d’água. Conheça a curiosa arte de plantar paisagens em aquários


A diversidade da natureza reproduzida entre quatro paredes - de vidro. A moda do paisagismo natural em aquários se espalhou pelo mundo e já tem até competição no Brasil. O curioso é que a técnica, 100% plantada, não foi ideia nem de um paisagista nem de um aquarista, mas do ciclista japonês Takashi Amano, que tinha o hobby de mergulhar e tirar fotos debaixo d’água. Decidiu recriá-las em casa, num aquário em que o peixe é só um detalhe. Ao longo de três décadas, se aperfeiçoou na técnica e adaptou os conceitos de jardim japonês e arte wabi-sabi, que busca a beleza na imperfeição e no caos controlado.

Em 2013, o paulista Marcelo Tonon chegou aonde nenhum brasileiro havia chegado: levou medalha de bronze na Competição Internacional de Paisagismo de Plantas Aquáticas (IAPLC, em inglês). Profissional de tecnologia de informação, Marcelo precisou estudar muito para entender as plantas aquáticas. Algas, por exemplo, insistiam em crescer e atrapalhar os layouts. "Até eu descobrir que isso acontecia porque a água do meu prédio tem alto índice de fosfatos", conta.

Ou seja, quem quiser se aventurar como aquapaisagista vai precisar de noções básicas de ecologia, biologia, botânica e química. E, apesar de as plantas serem protagonistas, também é preciso se preocupar com os animais. Gases e fertilizantes usados nas plantas podem prejudicar a saúde dos peixes.

R$ 3 mil é o investimento em material necessário para começar no aquapaisagismo. Um projeto bom, digno de competição custa cerca de R$ 15 mil. Até 6 meses é o tempo para montar um aquário. Muitos competidores o desmontam após o concurso - e começam de novo, claro.

A obra do tailandês Sung Pin Chen (que abre esta reportagem) foi inspirada no parque Alishan, famoso em Taiwan, que liberou boa parte das plantas de graça para o aquarista.
Divulgação/International Aquatic Plants Layout Contest
No aquário do japonês Takayuki Fukada, a estação é "Outono". Nele, vivem cinco espécies de animais, entre peixes e invertebrados.
Divulgação/International Aquatic Plants Layout Contest
Para a montagem deste aquário, intitulado de "O Grande Momento", Jian Feng Zhang, de Macau, trabalhou com três tipo de plantas aquáticas.
Divulgação/International Aquatic Plants Layout Contest
Este bosque misterioso foi criado a partir do cultivo de cinco plantas diferentes. Assinado por Chao Wang, da China, se chama "Reinado de Espíritos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário