Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

sábado, 24 de janeiro de 2015

Animais e crianças: temas sérios trazidos pela humorista – Por Sergio Pires


Proteger, cuidar, alimentar, tratar  e cuidar da saúde dos animais faz parte de uma nova mania, principalmente nas classes alta e média, mas já também em outras, menos abastadas. Ter seu animal de estimação e tratá-lo com todo o aparato moderno que existe, tornou-se moda. Há até exageros, incluindo tratamentos médicos de última geração (só falta, por enquanto, é a UTI no ar). Os bichinhos são o maior alvo do amor de milhões de pessoas. Isso acontece em várias outras sociedades do mundo ocidental, principalmente. Mas, como tudo neste século 21, há coisas que beiram o absurdo. Há até "lares" para animais, onde eles ficam a disposição para adoção. Centenas são buscados todos os meses. Há lares para crianças abandonadas. Poucas são acolhidas. Quando some um animalzinho de estimação, a sociedade se mobiliza, em qualquer comunidade brasileira. Só no ano passado, segundo números oficiais, mais de 100 crianças sumiram todos os dias. Um grande número delas nunca mais é encontrado. Excepcionalmente, há campanhas da mídia para tentar localizá-las, mas só até que o assunto caia no esquecimento.
O tema veio a baila, novamente, graças a um show de humor, nos Estados Unidos, visto no mundo inteiro e também no Brasil, pela HBO. A linda comediante Sarah Silverman (foto), um dos mais respeitados nomes do stand up americano, numa de suas piadas, sem politicamente incorretas, como é seu estilo, fez uma ironia com seu público. "Quero lembrar a quem se desespera correndo atrás para adotar animais em seus lares provisórios, que há milhões de crianças abandonadas nas mesmas condições e ninguém lhes dá atenção", disse, num show assistido por milhões de pessoas no mundo todo.  Resumiu, numa frase curta, uma verdade que todos sabem. Proteger animais é o "it" do momento. Já as crianças....
DESEMPREGO
Centenas de trabalhadores correm o risco de ficarem desempregados. Como a Prefeitura de Porto Velho bateu pé e não reajusta a tarifa de ônibus e, como a Justiça, até agora nada decidiu, há sim perigo de que as empresas do setor se tornem insolventes, sem condições de cumprir suas obrigações. Mesmo com todos os aumentos dos insumos e salários nestes 96 meses, o preço da passagem está congelado em 2 reais e 60 centavos. Dia 1º de fevereiro vem novo aumento do diesel por aí e a coisa vai ficar ainda mais complicada para o sistema de transporte coletivo da Capital. 
FOGO CRUZADO
Nesta quarta à noite, um grupo de motoristas, cobradores e funcionários das oficinas das empresas foi à mídia, pedir socorro. No programa Tempo Real (apresentação de Léo Ladeia, TV Candelária, rede estadual), eles disseram que estão no fogo cruzado de uma complexa relação entre as empresas e a Prefeitura. Como nenhuma empresa sobrevive do vento (e ainda no caso dos ônibus, elas têm que bancar quase 40% de passagens gratuitas), os trabalhadores temem por seus empregos. O prefeito Mauro Nazif continua dizendo que não dá aumento algum...
VILHENA ASSUSTADA
A até pouco tempo pacata Vilhena, também já entrou no mapa da violência. Em 2013 a cidade registrou 29 assassinatos. Em 2014, 32. Roubos, assaltos, arrombamentos, furtos, infernizam a vida da população, não acostumada a viver sob o domínio do medo, como vive, hoje, a grande maioria das pequenas, médias e grandes cidades brasileiras. O deputado Luizinho Goebel, reeleito pelo Cone Sul, assustado com os números da região, quer promover uma audiência pública, em março, para discutir o sério problema.
SEM SAÍDA
Não é só o Luizinho. Representantes de todas as regiões de Rondônia na Assembleia e no Congresso estão seguindo a mesma cartilha. Em cada cidade, em cada distrito, seja na cidade ou na área rural, os índices de crimes deram um salto. Discutir o assunto é saudável, mas, mesmo com todos os esforços, não resolverá nada. Enquanto o Brasil for regido por leis que protegem bandidos e não os cidadãos de bem, resolver o problema da segurança pública será como enxugar gelo: não tem solução.
OUTRO AUMENTO
Outra notícia importante para o 1º de fevereiro: aumento do preço de gasolina e óleo diesel. Serão reajustados os preços em 22 centavos para a gasolina e 15 centavos do diesel. Sabe-se bem o que isso significa: aumento de preços em inúmeras mercadorias e serviços, porque tudo que depende dos combustíveis, sobe também. No pacotaço, certamente aumentarão também os índices de inflação. Em Porto Velho, o aumento deixará de cabelos em pé os empresários do transporte coletivo, cujos custos só aumentam, mas que não conseguem reajuste das tarifas há quatro anos.
DUAS AÇÕES POSITIVAS
Tem algumas decisões do governo Mauro Nazif que merecem elogios, embora muitas outros sejam duramente criticadas por boa parte da população. A primeira foi a decisão de não aumentar, pelo terceiro ano consecutivo, o valor do IPTU, corrigido apenas pelos índices da inflação. Outra: a de conceder total desconto de juros e multas para dívidas para com o município. Isso, certamente, beneficiará milhares de porto velhenses e, ao mesmo tempo, reforçará o caixa da Prefeitura. Duas ações corretas, de bom senso.
PERGUNTAR
Ué, onde estão as promessas de campanha de que não teríamos crise, recessão, pacotes de maldades e medidas que infernizassem nossas vidas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário