Olá Amigos(as),visitem minha página no Facebook e confira as Novidades!!!!!

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Japão ocupa topo na 1ª pesquisa da OCDE sobre competência de adultos

Professores japoneses (Imagem: Reprodução/YouTube)
Japão ficou na posição mais alta da primeira pesquisa internacional sobre instrução formal e raciocínio de pessoas adultas, conduzida pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgado nesta terça-feira (8).
No programa da OCDE para a Avaliação Internacional de Competências de Adulto (PIAAC, Program for the International Assessment of Adult Competencies), que foi realizado pela primeira vez, participaram cerca 157.000 pessoas com idades entre 16 e 65 anos de 24 países membros e não-membros da organização.
Oficialmente, pertencem à OCDE 34 países, a maioria desenvolvidos, como Japão, França, Alemanha, Estados Unidos e Grã-Bretanha, e também nações emergentes, como Brasil, México e Chile.
A pesquisa online foi organizada para coletar dados sobre educação formal e programas de treinamento profissional. Os participantes foram avaliados com base em suas habilidades de leitura, lidar com números e solução problemas.
Cerca de 5.000 japoneses, selecionados aleatoriamente, apresentaram as suas respostas online. Entre os entrevistados do ensino médio, os japoneses mostraram habilidades de leitura melhor que os norte-americanos e os alemães.
O Japão liderou os dois primeiros parâmetros de avaliação, ultrapassando a pontuação média em aproximadamente 20 pontos. Em termos de capacidade de solucionar problemas, o Japão também ficou acima da média, mas ocupou a 10ª posição.
O Instituto Nacional de Pesquisa em Políticas Educacionais atribui o resultado à ênfase do país na educação básica compulsória.
O PIAAC mede a cognição e habilidade de trabalho necessário para as pessoas participarem da sociedade, o que ajudará os países a entender melhor o sistema de educação e formação, e assim poder cultivar essas habilidades.
As informações são da agência Kyodo – Todos os direitos reservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário